sexta-feira, 6 de julho de 2012

Festival de... dor?


Não é bem a cara do eoutrasmais este tipo de post, porém, é mais que nossa obrigação como seres humanos disseminar o que rola por aí e isso quer dizer coisas ruins também. Então vamos lá... As touradas existem em muitos países europeus como França, Espanha e Portugal, bem como países latinos como México, Colômbia e Equador; o Brasil também já foi palco desse desatino.   


As touradas surgiram na cultura da Península Ibérica, o Circo de Termes parece ter sido um local sagrado onde os celtiberos praticavam o sacrifício ritual dos touros. A estela de Clunia é mais antiga representação do confronto de um guerreiro com um touro.
As representações taurinas de variadas fontes arqueológicas encontradas estão quase sempre relacionadas com as noções de força, bravura, poder, fecundidade e vida que simbolizam o sentido ritual e sagrado que o touro ibérico teve na Península. Até a dança foi explorada por esse tipo de ritual, o paso doble é bom exemplo disso.
Tantas touradas espalhadas por partes do mundo são na verdade cenas de horror a céu a aberto e cultuadas por milhares de pessoas. Por outro lado e para nossa felicidade inúmeros grupos de ativistas protestam tal feito e melhor que isso, esses grupos tem crescido a cada dia. 



As imagens falam por si só.


Fontes: Google

2 comentários:

  1. Pois é, aqui no Brasil não temos mais touradas mas, ainda temos os rodeios, que são tão cruéis quanto!

    ResponderExcluir
  2. Exato amiga, acaba uma coisa ruim e dá lugar a outra. :(

    ResponderExcluir